"Que te devolvam a alma homem do nosso tempo. Pede isso a Deus ou às coisas que acreditas: à terra, às águas, à noite desmedida. Uiva se quiseres, ao teu próprio ventre se é ele quem comanda a tua vida, não importa... Pede à mulher, àquela que foi noiva, à que se fez amiga. Abre a tua boca, ulula, pede à chuva. Ruge como se tivesses no peito uma enorme ferida, escancara a tua boca, regouga: A ALMA. A ALMA DE VOLTA." (Hilda Hilst)

03/01/2011

Outra homenagem: às Graças (ou Cárites) - que elas estejam sempre entre nós!!!

Cárites vem do grego: charein, que significa "rejubilar-se". As 3 Cárites ou Graças faziam parte do séquito de Afrodite. Os seus nomes são: "Agléia, que significa "explêndida beleza"; Eufrosina, que significa "pensamentos alegres, boa disposição"; e Tália, que significa "abundãncia, fartura" (...)
_
Enquanto Deméter fazia as plantas crescerem, o toque de Afrodite as fazia florescer. Ela realizava isso através das Cárites, cujo toque fazia com que a planta florescente deitasse botões e depois florescesse. Era também o toque das Cárites que faziam com que os frutos amadurecessem nas árvores. (...)
_
As Cárites também tinham um parentesco com as três Musas, as deusas da música, do canto, da dança, da poesia e da fala eloquente de cujo nome derivamos as palavras música, músico e museu, bem como o verbo em inglês "to muse", que significa meditar, refletir (...)
Em virtude de seu amor à dança, as Cárites também estavam próximas no coração e no espírito do deus Dioniso..."
(John A. Sanford, grifos meus)
______________________________________
Floresce, na orilha da campina,
esguio ipê
de copa metálica e esterlina.
Das mil corolas,
saem vespas, abelhas e besouros,
polvilhados de ouro,
a enxamear no leste, onde vão pousando
nas piritas que piscam nas ladeiras,
e no riso das acácias amarelas.

Dos charcos frios
sobem a caçá-los redes longas,
lentas e rasgadas de neblina.
Nuvens deslizam, despetaladas,
e altas, altas,
garças brancas planam.
Dançam fadas alvas,
cantam almas aladas,
na taça ampla,

na prata lavada,
na jarra clara da manhã...
(João Guimarães Rosa)


Homenagem à Dioniso, deus grego do êxtase e do entusiasmo

“O entusiasmo é ter um deus dentro de si, identificar-se com ele, co-participando da divindade” (Junito Brandão)
_
Não preciso nem dizer - mas é sempre bom lembrar - que embriagar-se refere-se aqui (pelo menos foi essa a minha referência ao escolher esse poema) ao sentido simbólico do termo, dionisíaco, pois Dioniso nos brindou com a "loucura sagrada" que nos salva da mediocridade de uma vida vã e sem significado. Se quiser ler mais sobre Dioniso (e algumas semelhanças entre o seu mito e de Cristo, veja na minha postagem: http://patriciapinna.blogspot.com/2009/01/loucura-sagrada-de-dioniso-jesus-cristo.html
_
"É preciso estar sempre embriagado. Aí está: eis a única questão. Para não sentirem o fardo horrível do Tempo que verga e inclina para a terra, é preciso que se embriaguem sem descanso.
Com quê? Com vinho, poesia ou virtude, a escolher. Mas embriaguem-se.
E se, porventura, nos degraus de um palácio, sobre a relva verde de um fosso, na solidão morna do quarto, a embriaguez diminuir ou desaparecer quando você acordar, pergunte ao vento, à vaga, à estrela, ao pássaro, ao relógio, a tudo que flui, a tudo que geme, a tudo que gira, a tudo que canta, a tudo que fala, pergunte que horas são; e o vento, a vaga, a estrela, o pássaro, o relógio responderão: "É hora de embriagar-se! Para não serem os escravos martirizados do Tempo, embriaguem-se; embriaguem-se sem descanso". Com vinho, poesia ou virtude, a escolher."
(Charles Baudelaire)



"No vinho, criado por Dioniso para favorecer esse estado de "loucura sagrada" (...), em que podemos transcender os limites do ego para abarcar os outros aspectos (inconscientes) de nossa constituição psíquica, a Água, feminina, e o Fogo, masculino, são relacionados e sintetizados, expressando simbolicamente o grande mistério da conjunção dessas substâncias aparentemente incompatíveis (pois o vinho, assim como a experiência amorosa, é como uma água ardente, um sentimento que aquece o corpo e a alma, promovendo a sua fusão...)." (trecho da minha postagem sobre Dioniso citada acima)
___________________________________________________________________________________
Que possamos então celebrar a Vida e comemorar a entrada de 2011 em nossas vidas com muito entusiasmo e com muito amor!